Salada de couve galega com pickles de pepino

A couve galega é uma couve originária da Peninsula Ibérica, muito popular em Portugal e na Galiza (por isso é couve Galega). Quem tem horta tem sempre uns pés desta couve de cor verde escura que, devido ao seu verde intenso, dá nome ao delicioso caldo-verde.

Ultimamente a couve Kale e a Toscana entraram no nosso dia-a-dia e a couve Galega passou ao esquecimento. No entanto, ela tem benefícios muito semelhantes à Kale e Toscana, e podemos bem dispensar as outras couves e optar por comer o que é tradicionalmente nosso. Ainda por cima, no nosso clima, ela produz todo o ano. Para quem se preocupa com nutrientes, ela é rica em vitaminas (principalmente A, C e K*), sais minerais (principalmente Fósforo, Potássio, Manganês, Cálcio e Ferro), e é uma excelente fonte de fibras.

O pepino nesta altura do ano é delicioso, rico em água e extremamente hidratante. Eu como-o como quem rói uma maçã, adoro, mas só me apetece mesmo quando está calor. Os pickles naturais, até os pickles rápidos, trazem imensos benefícios ao nossos intestinos e, para além disso, o sal ajuda as fibras a tornarem-se mais tenras. É só vantagens.

E vamos à receita da salada 🙂

Ingredientes:

Couve Galega: 3 folhas médias
Pepino médio: 1
Cebola roxa: 1
Azeite virgem: 2 colheres de sopa
Mostarda: 1 colher de café
Concentrado de maçã ou geleia de arroz: 1 colher de sobremesa
Sal q.b
Sumo de limão: ½ limão
Vinagre de ameixa: 1 colher de chá

Preparação:

– Lave o pepino, descasque a cebola e corte-os finamente.
– Amasse-os com a mão juntando uma pitada de sal. Reserve.
– À parte lave a couve ripe-a, escalde 2 minutos em água a ferver com sal. Escorra e deixe arrefecer.
– Faça um molho com os restantes ingredientes. Veja se é necessário juntar um pouco de água, para emulsionar com mais facilidade. Não se esqueça que o vinagre de ameixa umeboshi tem sal e os pickles também, por isso talvez não seja necessário acrescentar mais sal ao molho.
– Envolva a couve com o pepino e cebola reservados, junte o molho e sirva numa saladeira.

*Nota: Atenção para quem sofre de problemas relacionados com o espessamento do sangue. Comer demasiada couve galega pode fazer com que o problema se agrave, uma vez que é mesmo muito rica em vitamina K, que entra no mecanismo de coagulação. Para quem não tem este problema, pode comer esta couve à vontade.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *